<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1659995760901982&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Crise europeia ameaça reator de fusão nuclear de US$ 21 bilhões

O braço executivo da União Europeia tenta coordenar uma contribuição extra de 1,4 bilhão de euros

REUTERS

09 de junho de 2010 | 13h33

Esquema do tokamak, ou câmara de contenção do combustível, que será usado no ITER. Reprodução 

 

Uma batalha financeira está em andamento na Europa em torno de um experimento científico de 16 bilhões de euros, ou US$ 21 bilhões, destinado a resolver o enigma da fusão nuclear comercialmente viável.

Selecione uma opção abaixo para continuar lendo a notícia:
Já é assinante Estadão? Entrar
ou
Não é assinante?
Escolha o melhor plano para você:
Sem compromisso, cancele quando quiser
Digital Básica
R$
0, 99
/ mês
No primeiro mês
R$ 9,90/mês a partir do segundo mês
  • Portal Estadão.
  • Aplicativo sem propaganda.
Digital Completa
R$
1, 90
/ mês
No primeiro mês
R$ 19,90/mês a partir do segundo mês
Benefícios Digital Básica +
  • Acervo Estadão 146 anos de história.
  • Réplica digital do jornal impresso.
Impresso + Digital
R$
22, 90
/ mês
No primeiro ano
R$ 56,90/mês a partir do segundo ano
Benefícios Digital Completa +
  • Jornal impresso aos finais de semana.
Tudo o que sabemos sobre:
iterfusão nuclearueeuropacrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.