NYT
NYT

Cristiano Ronaldo inspira nome da mais brilhante galáxia

Segundo a Universidade de Lisboa, as estrelas da CR7 mostram sinais de terem sido as primeiras formadas pelo Big Bang

O Estado de S. Paulo

17 Junho 2015 | 18h17

Um grupo internacional de astrônomos descobriu uma nova galáxia, a CR7, considerada a mais brilhante e luminosa de todo o universo. Segundo a Universidade de Lisboa, as suas estrelas mostram sinais de terem sido as primeiras formadas pelo Big Bang. 

Seu nome - CR7 - faz uma alusão ao astro de futebol Cristiano Ronaldo, mas na verdade é uma abreviação do seu verdadeiro nome: COSMOS Redshift 7. A CR7 é três vezes mais brilhante que a Himiko, galáxia que tinha o recorde de luminosa até então. 

"Decidimos seguir um caminho completamente diferente do resto do mundo, e nós fizemos um mapa de grandes áreas do céu. Sabíamos que o risco de olhar para onde não há pesquisas poderia ser facilmente compensado por descobertas inesperadas", disse o português David Sobral, líder do grupo de astrônomos. 

Além da galáxia mais brilhante, os astrônomos fizeram outra grande descoberta, considerada por Sobral como "o Santo Graal da astronomia". Na CR7, encontraram emissões de hélio e hidrogênio sem nenhum sinal de elementos pesados ionizados, o que, segundo Sobral, levou a uma outra revelação: foram essas estrelas que possibilitaram a nossa existência, além de terem criado elementos essenciais para a formação do sol e da vida no Universo.  

Este conjunto de estrelas, tradicionalmente chamado de "População III ", nunca tinha sido encontrado anteriormente e os cientistas só sabiam da sua existência a nível teórico até então. /EFE

Mais conteúdo sobre:
Astronomia Cristiano Ronaldo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.