Cúmplice de mordomo do papa será julgado em 5 de novembro

Um especialista em computação do Vaticano será julgado em 5 de novembro por ajudar e ser cúmplice de Paolo Gabriele, ex-mordomo do papa que foi condenado este mês por roubar documentos papais, afirmou um porta-voz da Santa Sé nesta terça-feira.

Reuters

23 Outubro 2012 | 09h57

Claudio Sciarpelletti não foi julgado com Gabriele, que foi condenado a 18 meses de prisão por uma corte do Vaticano, mas está atualmente servindo a pena em prisão domiciliar em seu apartamento no Vaticano.

(Reportagem de Naomi O'Leary)

Mais conteúdo sobre:
RELIGIAO PAPA MORDOMO CUMPLICE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.