Da Vinci errava de propósito, dizem especialistas

Leonardo Da Vinci incluiu propositalmente erros na descrição de algumas de suas invenções para evitar que elas tivessem uso militar, afirmam os autores da série "Leonardo", produzida pela BBC de Londres. De acordo com os especialistas que trabalham na série, alguns dos desenhos mais revolucionários do gênio toscano, desde o tanque de guerra até o traje de mergulho, contêm erros simples, que se tornam evidentes assim que os projetos são construídos. Esses erros rudimentares fazem supor que eles foram cometidos voluntariamente.Michael Mosley, produtor da série de televisão, disse que uma das razões pelas quais Leonardo decidiu colocar os erros nos desenhos é que nessa época não existia o direito de patente, e Leonardo era fundamentalmente um pacifista, consciente de que seus inventos poderiam ser usados com fins militares.Mosley considera ser esta a verdadeira razão dos erros encontrados em desenhos e projetos de Leonardo.Seus projetos de um tanque de guerra, de uma asa delta, de um pára-quedas, um traje de mergulho e um robô foram desenvolvidos, construídos e testados pelos especialistas. Por exemplo, quando o tanque em forma de tartaruga foi testado pelos especialistas militares, ficou claro que a posição das engrenagens para movê-lo estava errada.

Agencia Estado,

10 de dezembro de 2002 | 17h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.