Descoberta mutação ligada à diabetes juvenil

Pesquisadores do Medical College da Geórgia descobriram uma mutação genética que contribui para o aparecimento do diabetes juvenil. O achado pode ajudar a identificar crianças com risco de desenvolver a doença, além de aprimorar os conhecimentos científicos sobre ela.Chamada de Sumo-4, a mutação genética é uma das muitas identificadas até hoje que estão relacionadas ao diabetes tipo 1. A descoberta faz parte de uma pesquisa que envolveu cerca de mil famílias diabéticas e foi publicada no domingo pelo Nature Genetics."Com mais essa informação, a identificação de crianças que podem ter predisposição para desenvolver a doença fica mais refinada", disse Concepcion Nierras, diretor de Pesquisa do Juvenile Diabetes Research Foundation. Essa identificação pode ser importante.Morgan Enlow ficou muito doente no começo do ano, quando uma forte gripe se espalhou pela região onde ela mora, em Augusta, na Geórgia. Quando seus pais a levaram ao médico, descobriram que a garota não estava apenas resfriada. Aos 10 anos, tinha diabete tipo 1. "A gripe piorou muito por causa da diabete", disse a mãe, Renae Enlow. "E por causa dela descobrimos a doença."SangueOs pesquisadores do Medical College recolheram uma amostra de sangue de Morgan e de uma prima sua que não sofre da doença, para identificar as diferenças genéticas entre quem tem e não tem a doença. Morgan faz parte de um segundo estudo, que vai classificar cerca de 5 mil crianças com diabetes tipo 1 e seus parentes.Os pesquisadores também estão classificando aproximadamente 40 mil recém-nascidos para identificar os que têm maior predisposição para a doença. A partir daí, pretendem acompanhar essas crianças por cerca de 15 ou 20 anos, disse Jin-Xiong She, diretor do Centro para Biotecnologia e Medicina Genética do Medical College Center.

Agencia Estado,

12 de julho de 2004 | 10h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.