Descoberta no Egito fortaleza de mais de 2.600 anos

O forte, por onde passava uma antiga estrada militar, era utilizado como ponto de parada para comerciantes

EFE,

29 de junho de 2009 | 16h05

Uma equipe de arqueólogos descobriu partes do que foi uma fortaleza militar de grande importância comercial que data da XXVI dinastia (625-664 a.C.) na cidade de Ismaília, 120 quilômetros a leste do Cairo.

 

O Conselho Supremo de Antiguidades anunciou em comunicado que a fortaleza, encontrada na zona arqueológica de Tel Dafna, conta com uma muralha de 13 metros de altura, a maior achada até o momento a leste do Delta do Nilo.

 

Os vestígios do forte milenar, encontrados no Egito e que tinha muralha de 13 metros. Imagem: EFE

 

O forte, por onde passava uma antiga estrada militar, era utilizado como ponto de parada para comerciantes e também para proteger a fronteira oriental de invasores.

 

Os arqueólogos encontraram na mesma região um grande templo com 15 armazéns de armas e munição e um pequeno palácio sobre o qual não foram dados mais detalhes.

Tudo o que sabemos sobre:
egitoarqueologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.