Descoberta presa de mamute pigmeu em ilha da Califórnia

Santa Cruz, local da descoberta, é a maior das 8 ilhas de compõem o arquipélago das Ilhas do Canal da Califórnia

Associated Press,

14 de janeiro de 2009 | 14h16

Uma presa completa que, acredita-se, pertenceu a um mamute pré-histórico, foi descoberta na Ilha de Santa Cruz, ao largo da costa do Sul da Califórnia, informaram pesquisadores nesta terça-feira, 13.   Pesquisadores encontram crânio completo de cinodonte no RS Primeiras penas em dinossauros eram para ornamentação   Se a descoberta for confirmada, isso significará que os gigantescos animais percorreram uma área maior da ilha, de 25 mil hectares, do que se imaginava.     Um estudante da Universidade da Califórnia em Santa Cruz encontrou a presa enquanto trabalhava em um cânion no litoral norte da ilha, no início do mês. Nas proximidades havia várias costelas e possivelmente ossos da perna, disse Lotus Vermeer, diretora de projeto de Conservação da Natureza da ilha.   "Nunca tínhamos encontrado vestígios de mamute neste local particular da ilha antes", afirmou.   Santa Cruz é a maior das oito ilhas de compõem o arquipélago das Ilhas do Canal da Califórnia. No plistoceno, há mais de 10 mil anos, as quatro ilhas do norte - Santa Cruz, San Miguel, Santa Rosa e Anacapa - formavam uma única grande ilha, que os cientistas chamam de Santarosae.   Pesquisadores especulam que os mamutes de terra firme - ancestrais do elefante moderno - nadaram até a grande ilha, em busca de alimento. Com o passar do tempo, evoluíram para uma forma de pigmeu, adaptando-se à escassez de  recursos na ilha. A presa, medindo pouco mais de 1 metro, seria de um mamute pigmeu.   O mais completo esqueleto de mamute pigmeu foi escavado na ilha de Santa Rosa em 1994.

Tudo o que sabemos sobre:
mamutepresafóssil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.