Descoberta tumba de 2.500 anos no Egito

O diretor do Conselho Supremo de Antigüidades do Egito, Zahi Hawass, revelou a descoberta de uma tumba de 2.500 anos oculta sob a sombra de uma das três pirâmides de Gizé.Segundo Hawass, os arqueólogos trabalharam durante três meses para remover a areia de um poço de granito entre a pirâmide de Quéfren e a Esfinge. Dentro da tumba foram encontrados 400 estatuetas do tamanho de um dedo e seis cavidades para depositar múmias.Sob um sol escaldante, Hawass disse que a mais recente descoberta de Gizé ocorreu depois que os arqueólogos detectaram o que parecia ser uma fossa de quatro cavidades. Posteriormente, os escavadores retiraram toneladas de areia fina para descer mais 10 metros.A câmara mortuária foi construída na 26ª Dinastia, um período de renascimento cultural, quando foram construídas várias tumbas grandiosas.

Agencia Estado,

02 de setembro de 2004 | 20h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.