Descoberto local de nascimento de imperador romano

O complexo, de 14.000 metros quadrados, fica no centro de uma antiga vila chamada Falacrine

Associated Press,

07 Agosto 2009 | 17h14

Arqueólogos desenterraram uma enorme residência de campo que, acreditam, foi o local de nascimento de Vespasiano, o imperador romano que construiu o Coliseu. As ruínas, de 2.000 anos, foram encontradas 130 quilômetros a nordeste de Roma, disse o arqueólogo Filippo Coarelli.

 

O complexo, de 14.000 metros quadrados, fica no centro de uma antiga vila chamada Falacrine, cidade natal de Vespasiano.

 

Embora não haja inscrições garantindo o fato, a localização e o luxo da residência tornam provável a identificação do local como o berço de Vespasiano.

 

"Esta é a única residência do tipo na área onde ele muito provavelmente nasceu", disse o arqueólogo.

A residência do primeiro século apresenta "um piso enorme  e bem preservado, decorado com mármores vindos de toda a área do Mediterrâneo", disse ele.

 

"É claro que essas coisas só poderiam pertencer a alguém de alta posição social e riqueza. E, neste lugar, eram os Flavianos", a dinastia na que Vespasiano pertencia.

 

A escavação, que já dura quatro anos, é um empreendimento conjunto de arqueólogos italianos e britânicos. Ela já revelou outras ruínas, incluindo um cemitério.

 

Vespasiano, cujo nome completo era Tito Flávio Vespasiano, trouxe estabilidade ao império, depois do reinado extravagante de Nero e de uma guerra civil.

 

Arqueólogos trabalham no que resta do palácio rural que pode ter sido da família do imperador. AP

 

Nascido no ano 9 d.C., de uma família da nobreza rural, Vespasiano fez carreira no Exército e foi o general encarregado de esmagar uma revolta de judeus na Palestina.

 

Depois de ser aclamado imperador pelas tropas no ano 69 e de eliminar os rivais, Vespasiano encontrou Roma em profunda crise econômica e ainda se recuperando do grande incêndio da época de Nero.

 

Com riquezas saqueadas em Jerusalém e a receita de um aumento de impostos, lançou um programa de obras públicas e iniciou a construção do Coliseu.

Mais conteúdo sobre:
arqueologia roma vespasiano jerusalém

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.