Descoberto planeta semelhante a Netuno fora do Sistema Solar

HAT-P-11b foi descoberto ao passar na frente de sua estrela, num fenômeno conhecido como trânsito

da Redação,

20 de janeiro de 2009 | 18h19

Astrônomos do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica descobriram um planeta um pouco maior que Netuno, em órbita de uma estrela a 120 anos-luz da Terra. Enquanto Netuno tem um diâmetro 3,8 vezes maior que o terrestre e uma massa 17 vezes maior, o novo planeta (chamado HAT-P-11b é 4,7 vezes maior que a Terra e tem 25 massas terrestres.   HAT-P-11b foi descoberto ao passar diretamente na frente de sua estrela, num fenômeno astronômico conhecido como trânsito. Ao fazer isso, ele bloqueou 0,4% da luz da estrela que chega à Terra. Essa redução periódica na luminosidade estelar foi detectada por uma rede de pequenos telescópios conhecida como HATNet, e que é operada pelo  Harvard-Smithsonian. HAT-P-11b é o 11º planeta extrassolar descoberto pela HATNet, e o menor planeta em trânsito já descoberto em todo o mundo.   As detecções por trânsito são especialmente úteis porque a queda na luminosidade da estrela diz aos astrônomos qual o tamanho do planeta. Combinado os dados do trânsito com medições no deslocamento da estrela provocado pela presença do planeta, é possível determinar a massa planetária.   O novo planeta orbita bem perto de sua estrela, completando uma volta a cada 4,88 dias. Como resultado, sua temperatura é da ordem de 600º C. A estrela tem cerca de 75% do tamanho do Sol e é um pouco mais fria.   Há sinais de um segundo planeta no mesmo sistema, mas novas observações serão necessárias para confirmar a suspeita.   HAT-P-11 está na constelação de Cygnus, o Cisne, que se encontra no campo de visão da nave Kepler que será lançada pela Nasa. A Kepler vai realizar uma busca por planetas extrassolares usando a técnica do trânsito, e poderá detectar planetas semelhantes à Terra.

Tudo o que sabemos sobre:
planetasastronomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.