Ariel Schalit/AP
Ariel Schalit/AP

Descobertos edifício e ferramentas pré-históricos em Tel-Aviv

O edifício, com idade estimada em 8.000 anos, é a estrutura artificial mais antiga já descoberta em Tel-Aviv

Associated Press,

11 Janeiro 2010 | 16h39

Arqueólogos encontraram vestígios de uma construção pré-histórica de 8.000 anos, bem como de ferramentas de pedra lascada, na cidade de Tel-Aviv, anunciou a Autoridade de Antiguidades de Israel.

 

Arqueólogos descobrem imagem de menorá de 2.000 anos

 

O edifício é a estrutura artificial mais antiga já descoberta em Tel-Aviv, e muda o que os arqueólogos pensavam sobre o passado da região.

 

"Esta descoberta é importante e surpreendente para pesquisadores do período", disse Ayelet Dayan, o arqueólogo que liderou a escavação. "Pela primeira vez, temos evidência de uma habitação permanente que existia na região de Tel-Aviv há 8.000 anos".

 

A estrutura de três comidos deve ter sido construída no período neolítico, quando os seres humanos fizeram a transição de uma vida nômade de caça e coleta para um estilo mais sedentário, baseado na agricultura.

 

Os vestígios foram descobertos perto do Rio Ayalon. A presença do rio, diz Dayan, provavelmente influenciou a decisão dos colonos de se fixar ali.

 

Restos de cerâmica encontrados no local ajudaram os arqueólogos a datar a construção.

 

Artefatos antigos, incluindo ferramentas de pedra lascada e ossos de hipopótamo de entre 13.000 e 100.000 anos atrás foram descobertos nas imediações.

Mais conteúdo sobre:
arqueologiaisarelpré-história

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.