Descobertos esqueletos de bebês de 27 mil anos na Áustria

Dois esqueletos de bebês, possivelmente gêmeos, foram encontrados em um túmulo pré-histórico de cerca de 27 mil anos, o mais antigo descoberto na Áustria, perto da cidade de Krems, no vale do Danúbio. Segundo informaram hoje os meios de comunicação austríacos, as crianças foram cuidadosamente sepultadas debaixo da escápula de um mamute e possuíam um colar, indício dos ritos funerários praticados na época.Durante a última Era Glacial, Krems parece ter sido um local predileto para assentamentos humanos, provavelmente porque gozava de um clima suave, explicou a diretora do projeto de pesquisa, Christine Neugebauer-Maresch, à imprensa. Além disso, no vale do Danúbio era possível avistar a chegada de inimigos de forma privilegiada, acrescentou a especialista.Nesta área, atualmente existe uma vinícola, onde abundam camadas de pó fino que vêm dos rios e constituem um terreno muito propício para o trabalho dos arqueólogos. No local onde foram encontrados os dois esqueletos de bebê, os arqueólogos já extraíram mais de 10 mil objetos pré-históricos em uma superfície de apenas cerca de dez metros quadrados.

Agencia Estado,

24 de setembro de 2005 | 14h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.