AP
AP

Descobertos quatro antigos templos egípcios no Sinai

A descoberta foi feita em Qantara, a 4 quilômetros do Canal de Suez, na estrada chamada 'Via de Hórus'

Associated Press,

22 de abril de 2009 | 10h12

Arqueólogos que exploram uma velha estrada militar no Sinai desenterraram quatro templos até então desconhecidos em meio aos remanescentes de um forte de 3 mil anos que pode ter sido usado para impressionar delegações estrangeiras que visitavam o Egito, informaram na terça-feira, 21, autoridades egípcias.

 

Entre as descobertas está o maior templo feito de tijolos de barro já encontrado na região, com uma área de 70 metros por 80 metros, e fortificado com paredes de barro de três metros de espessura, disse o chefe do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito,  Zahi Hawass.

 

A descoberta foi feita em Qantara, a 4 quilômetros do Canal de Suez. Esses templos marcam a mais recente descoberta arqueológica em escavações na estrada conhecida como "Via de Hórus". Hórus é o deus egípcio de cabeça de falcão.

 

O caminho conectava o Egito Antigo à Palestina, e fica perto da cidade moderna de Rafah, na fronteira com o território palestino de Gaza.

 

O chefe da escavação, o arqueólogo Mohammed Abdel-Maqsoud, disse que o grande templo de tijolos pode fazer com que a história da importância militar do Sinai para os antigos egípcios seja reescrita.

Tudo o que sabemos sobre:
egitoarqueologiasinaigaza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.