Detectado degelo acelerado das geleiras da Patagônia

Um degelo acelerado das geleiras dos Campos de Gelo Sul e Norte, na Patagônia Austral, nos últimos anos, está sendo detectado por cientistas chilenos. ?As mudanças que se produzem nas geleiras são tão dramáticas que, apesar de distantes, têm impacto mundial?, diz Gino Casassa, do Centro de Estudos Científicos de Valdivia.Casassa e seu colega Andrés Rivera, da Universidade do Chile, desenvolveram um estudo comparativo das geleiras do Campo de Gelo Norte e Campo de Gelo Sul ? que cobrem uma extensa superfície do sul do país. O Campo de Gelo Sul, por exemplo, abarca territórios do Chile e da Argentina. Eles concluíram que, entre 1968 e 2000, os glaciares perderam o equivalente a 16,7 quilômetros de gelo por ano. No último quinquênio do estudo, a redução da espessura da capa de gelo duplicou.Um dos motivos do degelo, de acordo com o estudo, são as mudanças climáticas, embora também contribuam também os efeitos dinâmicos do gelo e o desprendimento de placas. Casassa diz que as mudanças por que passam as geleiras vão efeitos sobre o meio ambiente e atividade humana na periferia das geleiras, situadas a 2.700 quilômetros de Santiago.Esse estudo confirma uma pesquisa da Nasa, divulgada na primeira quinzena, mostrantdo que as geleiras continentais da Patagônia, no Chile e Argentina, estão afinando em ritmo acelerado e representam, agora, quase 10% do elevação global no nível dos mares derivados das montanhas glaciais. Segundo o estudo, os campos glaciais da Patagônia perderam gelo a uma taxa equivalente a uma subida do nível do mar de 0,04 milímetros por ano, no período de 1975 a 2000. Isto é igual a 9% da elevação anual do nível do mar derivada das montanhas glaciais. De 1995 a 2000, entretanto, a taxa média da perda de gelo foi mais que o dobro, eqüivalendo a um aumento do nível de 0,1 mm por ano. Comparativamente, as geleiras do Alasca, que cobrem uma área cinco vezes maior, representam cerca de 30% do total anual da elevação global do nível do mar provocado pelo degelo.

Agencia Estado,

27 de outubro de 2003 | 15h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.