Dilma veta medicamentos em supermercados

Artigo vetado era parte de lei que isenta de tributos produtos para deficientes; ministérios argumentam que medida estimularia uso indiscriminado

Rosana de Cássia,

18 Maio 2012 | 09h49

Foi sancionada com seis vetos a lei que concede isenção de tributos para pessoas com deficiência, a antiga MP 549. Entre os vetos está  o artigo 8º que permitia que produtos de saúde que dispensam prescrição médica sejam vendidos em supermercados, armazéns e lojas de conveniência. Os ministérios da Saúde e da Justiça justificaram que a ampliação da disponibilidade de medicamentos dificultaria o controle sobre a comercialização e estimularia a automedicação e o uso indiscriminado.

A nova lei reduz para zero a alíquota de PIS e Cofins da importação de 14 produtos destinados a pessoas com deficiência, como teclados, calculadoras e mouses adaptados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.