DNA pode ajudar a desvendar origem de manuscritos medievais

Técnica está em desenvolvimento e criará banco de dados genéticos das peles usadas para escrita

da Redação,

12 de janeiro de 2009 | 15h38

Milhares de livros escritos a mão na Europa medieval existem até hoje, mas acadêmicos tentam há muito tempo descobrir quando e onde a maioria desses documentos foram escritos. Agora, um pesquisador da Universidade da Carolina do Norte está usando avanços modernos em genética para desenvolver técnicas que vão esclarecer as origens desses importantes artefatos culturais.  Muitos manuscritos medievais foram escritos em material feito de pele seca de animais, e o professor Timothy Stinson está trabalhando para aperfeiçoar técnicas de extração e análise do DNA contido nessas peles com o objetivo de, a longo prazo, criar um banco de dados genético que possa ser usado para determinar quando e onde um manuscrito foi escrito.  "Datar e localizar manuscritos tem historicamente apresentado problemas persistentes", disse Stinson, "porque eles têm sido muito baseados na caligrafia e no dialeto dos escribas que criaram os manuscritos - técnicas que têm se provado pouco confiáveis por uma série de razões." Stinson diz que os testes podem resolver essas questões criando uma base usando o DNA do pergaminho encontrado em um número relativamente pequeno de manuscritos, e que pode ser confiavelmente datado e localizado. Cada manuscrito pode providenciar uma grande quantidade de informação genética, explica Stinson, porque o manuscrito típico inclui peles de mais de 100 animais.  Uma vez que Stinson tiver criado uma base de marcadores de DNA com datas e locais conhecidos, ele pode tirar amostras de manuscritos com origem desconhecida. Então, poderá determinar qual o grau de proximidade que há entre os animais dos documentos. O professor espera que a comparação de DNA indique o local e o tempo geral em que o livro foi escrito.  Em larga escala, Stinson diz, a pesquisa "também permitirá que se trace a rota dos manuscritos" no mundo medieval - uma conquista acadêmica que daria muita informação sobre a evolução da indústria dos livros durante essa época.

Tudo o que sabemos sobre:
ciênciamanuscritoshistória

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.