<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1659995760901982&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

DNA pode ajudar a desvendar origem de manuscritos medievais

Técnica está em desenvolvimento e criará banco de dados genéticos das peles usadas para escrita

da Redação,

12 de janeiro de 2009 | 15h38

Milhares de livros escritos a mão na Europa medieval existem até hoje, mas acadêmicos tentam há muito tempo descobrir quando e onde a maioria desses documentos foram escritos. Agora, um pesquisador da Universidade da Carolina do Norte está usando avanços modernos em genética para desenvolver técnicas que vão esclarecer as origens desses importantes artefatos culturais.

Selecione uma opção abaixo para continuar lendo a notícia:
Já é assinante Estadão? Entrar
ou
Não é assinante?
Escolha o melhor plano para você:
Sem compromisso, cancele quando quiser
Digital Básica
R$
0, 99
/ mês
No primeiro mês
R$ 9,90/mês a partir do segundo mês
  • Portal Estadão.
  • Aplicativo sem propaganda.
Digital Completa
R$
1, 90
/ mês
No primeiro mês
R$ 19,90/mês a partir do segundo mês
Benefícios Digital Básica +
  • Acervo Estadão 146 anos de história.
  • Réplica digital do jornal impresso.
Impresso + Digital
R$
22, 90
/ mês
No primeiro ano
R$ 56,90/mês a partir do segundo ano
Benefícios Digital Completa +
  • Jornal impresso aos finais de semana.
Tudo o que sabemos sobre:
ciênciamanuscritoshistória

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.