Doador de sêmen poderá ser conhecido pelo "filho"

Britânicos nascidos a partir de óvulos ou sêmen doados poderão saber quem são os doadores, assim que completarem 18 anos de idade. A lei que estabelece este direito começou a vigorar nesta sexta-feira.Cerca de 2 mil bebês concebidos a partir de óvulos e sêmen doados nascem todos os anos na Grã-Bretanha. E pelo menos 7 mil pessoas recebem estas doações para tentar ter filhos.A lei foi recebida como um avanço nos direitos civis mas também com muitas críticas, principalmente dos profissionais que atuam com fertilização assistida.Eles temem uma redução nas doações, já que muitos temeriam ser futuramente considerados pais e mães destas pessoas.Além disso, alegam que podem surgir esquemas de doações ilegais para atender àqueles que não querem seus filhos investigando vínculos biológicos com terceiros.Atualmente, segundo as clínicas britânicas, já não há óvulos e sêmen doados em quantidade suficiente para atender aos casais com problemas para engravidar.

Agencia Estado,

01 de abril de 2005 | 11h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.