Dois mil católicos celebram a Paixão de Cristo em Aparecida

Penitência tradicional desde os anos 70 reuniu fiéis da região do Vale do Paraíba e do interior de SP

Simone Menocchi, da Rádio Eldorado,

21 de março de 2008 | 14h38

Cerca de dois mil católicos estiveram no Morro do Cruzeiro, na cidade de Aparecida, na manhã desta sexta-feira, 21, celebrando o feriado da Paixão de Cristo. A penitência, tradicional desde os anos 70, reuniu fiéis da região do Vale do Paraíba e do interior do Estado de São Paulo.   Por volta das 4h30 da manhã desta sexta os católicos já se concentravam na subida do morro. A pé, descalços e levando velas, os fiéis percorreram as quatorze estações da Via Sacra, relembrando os sacrifícios de Jesus Cristo antes da crucificação e morte.   A dona de casa Maria Helena Bento, de 60 anos, parecia bastante disposta, mesmo subindo com dificuldade. "Antes vinha com minha mãe, que morreu. Agora venho sozinha mesmo e quero vir até quando Deus me der saúde".   O aposentado Claudevir Cássio também levantou cedo e enfrentou o cansaço. "Viemos de Guaratinguetá. Acordei as duas da manhã e às três já estava na igreja rezando. Para minha família, é um dia de sacrifício em agradecimento ao sacrifício de Jesus Cristo por nós".   A subida do morro demorou cerca de duas horas e ao final os católicos ainda participaram de uma missa, no alto do Morro do Cruzeiro.   A peregrinação é uma das mais tradicionais em Aparecida. Ainda no Santuário Nacional, que nesta sexta-feira recebeu cerca de 25 mil católicos durante todo dia, houve celebração da Paixão de Cristo, às 15 horas e descida do morro, às 17 horas.   No sábado, 22, a programação começa bem cedo, com celebrações a partir das 6 horas, seguindo até as 22 horas. No domingo de Páscoa o Santuário Nacional de Aparecida preparou sete missas, a partir das 5h30. As celebrações de Páscoa vão acontecer também às 8h, 10h, 12h, 14h, 16h e 18 horas.

Tudo o que sabemos sobre:
AparecidaPaixão de Cristo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.