É impossível levar os EUA ao Protocolo de Kyoto, diz Blair

O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, disse que não é possível persuadir o governo dos Estados Unidos a implementar as regras contra a poluição do Protocolo de Kyoto sobre o aquecimento global. "Não faz sentido definir uma meta que não é atingível", disse Blair em entrevista exclusiva à Associated Press. "Há um óbvio desacordo sobre o tratado de Kyoto e não se vai resolver esse desacordo", afirmou.O premier acrescentou, porém, que há questões essenciais nas quais os dois lados concordam. "O mais importante é que pelo menos concordamos que devemos rumar para uma economia de baixo carbono, que reduzir as emissões de gases do efeito estufa é parte importante disso e que é importante agir com um certo senso de urgência".Blair está fazendo da batalha contra o aquecimento global parte importante da cúpula do G-8, que ocorrerá entre 6 e 8 de julho na Escócia. O governo Bush repudiou o acordo de Kyoto contra os gases do efeito estufa, dizendo que o tratado é prejudicial à economia americana. A Casa Branca também questiona o consenso científico de que os poluentes emitidos pelo homem causam a elevação da temperatura da Terra.

Agencia Estado,

29 de junho de 2005 | 14h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.