Eclipse vai tingir a Lua de vermelho nesta terça

Quando a Lua despontar no céu, por volta das 17h30 desta terça-feira, estará totalmente eclipsada pela sombra da Terra, porque o Sol estará se pondo do outro lado. Por causa do fenômeno de refração, que desvia os raios solares na atmosfera, a superfície lunar aparecerá tingida de um vermelho cobre, até que o planeta saia do caminho e a luz volte a incidir diretamente sobre ela."É uma situação que eu mesmo nunca vi", empolga-se o astrônomo Paulo Bretones, do Observatório do Morro Azul do ISCA Faculdades de Limeira. "Além de estar no cone de sombra da Terra, a Lua estará avermelhada pelo crepúsculo." O satélite não tem luz própria, e por isso só é visível quando iluminado pelo Sol.Quem quiser apreciar o espetáculo terá de ser rápido, porque os dois astros só aceitarão compartilhar o mesmo palco por alguns minutos. Para os observadores em São Paulo, a Lua entrará em cena às 17h34, enquanto o pôr-do-sol está previsto para as 17h37.Vale uma tentativa de escapar do trânsito na volta do trabalho e encontrar uma brecha no horizonte para observar o fenômeno. Basta olhar para o leste, de costas para o Sol.O eclipse total continuará até as 18h08, quando a Lua começará a deixar o cone de sombra da Terra. Segundo o chefe de Operações do Planetário do Ibirapuera, Irineu Gomes Varella, o eclipse termina de vez às 19h12.

Agencia Estado,

04 de maio de 2004 | 11h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.