Elevação do nível do mar ameaça ilhas

As autoridades de Tuvalu, capital de uma minúscula nação formada por 30 ilhas situadas no Oceano Pacífico, próximo à Nova Zelândia, avisaram que até amanhã a maré vai superar a marca dos três metros e provocar ondas gigantes que devem alagar a maior parte da superfície da ilha, que está a pouco menos de 4,5 metros acima do nível do mar.A maré alta deve atingir os 11 mil habitantes da ilha, fazendo com que a água salgada inunde as áreas mais baixas, contaminando a água potável e destruindo a agricultura do país. A ilha já sofre diariamente com o aumento de até um metro no volume da maré. A inundação da maré obriga a população a deixar o local, e só retornar depois de baixado o volume de água.A elevação do nível do mar é provocada pelo aquecimento global do clima. O quadro fica ainda pior quando esta vem acompanhada de lua cheia - que provoca maiores marés - tempestades e ciclones tropicais, como está previsto para ocorrer neste final de semana. Nessas condições, Tuvalu pode ser completamente coberta pela água, a exemplo do que ocorreu em 2001.Aquecimento globalSegundo o pesquisador Carlos Augusto Sampaio França, do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (USP), vários fatores estão provocando o aquecimento de todo o planeta. Esse aquecimento, explica, provoca a expansão térmica da massa liquida dos oceanos e o aumento gradual do nível do mar.De acordo com França, estima-se que nos últimos 100 anos o nível do mar tenha subido entre 10 e 20 cm, e a projeção para o próximo século é de algo em torno de 50 cm, podendo chegar a até um metro. Com isso, várias ilhas com cotas máximas de até 4,5 metros acima do nível do mar, como é o caso de Tuvalu, poderão ser literalmente engolidas pelas águas.O aquecimento global também pode causar mudanças na seqüência e na intensidade das tempestades, elevando ainda mais o nível do mar e intensificando tais problemas em um futuro próximo. França alerta, ainda, que os problemas provocados pelo aumento do nível oceânico não atingem apenas as ilhas e ilhotas. As cidades litorâneas que estão mais próximas do nível do mar, inclusive algumas brasileiras, como Rio de Janeiro e Santos, também podem sofrer com esses efeitos.Cientistas e especialistas apontam vários fatores capazes de provocar essas mudanças climáticas, entre eles a poluição atmosférica, o aumento da produção do gás carbônico, o buraco na camada de ozônio e o temido efeito estufa, que atua como um cobertor sobre o planeta concentrando mais energia na atmosfera. As causas podem variar, mas o efeito é sempre o mesmo: o aquecimento do clima da Terra.

Agencia Estado,

19 de fevereiro de 2004 | 17h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.