Elevação do nível do mar pode ser pior que o esperado

Fatores como mudança na atração gravitacional sobre os mares precisam ser levados em conta

Associated Press,

05 de fevereiro de 2009 | 19h33

O gelo derretido pelo aquecimento global poderá elevar o nível dos mares ainda mais do que o esperado, sugere uma análise publicada na revista Science.   Degelo no Ártico traz novas ameaças à segurança, diz a Otan   O derretimento de gelo na Antártida e em outras áreas poderia elevar o nível do mar, no longo prazo, de 5 metros a 5,2 metros, indicavam estudos anteriores. Mas o novo estudo chama atenção para fatores que vinham sendo ignorados, e que poderão levar o aumento do nível oceânico em até 6,4 metros em algumas áreas. As pesquisas anteriores concentravam-se na água adicionada ao mar pelo gelo derretido e na expansão dos mares por conta da elevação da temperatura.   O novo trabalho, liderado pelo geofísico Jerry X. Mitrovica, diz que outros fatores têm de ser levados em conta. Entre eles, o fato de que, ao derreter-se, o gelo reduz a atração gravitacional sobre os oceanos, o que faz com que as águas se espalhem mais; o de que, o leito rochoso da Antártida está sob a pressão de toneladas de gelo, e que quando essa pressão some a rocha tende a se expandir, deslocando mais água; e que o derretimento poderá afetar o eixo de rotação da Terra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.