Elisabeth II decide lutar contra efeito estufa

A rainha da Inglaterra, Elisabeth II, decidiu empunhar a bandeira dos que lutam contra o aquecimento global, temendo o agravamento das mudanças climáticas e conseqüentes catástrofes como secas e inundações.Uma de suas primeiras ações foi orientar o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, a pressionar o presidente norte-americano, George W.Bush, a que passe a adotar medidas concretas para reduzir a emissão de gases poluentes da atmosfera, causadores do efeito estufa.Fontes disseram ao jornal Observer, neste domingo, que a rainha está alarmada com as previsões quanto ao impacto das mudanças climáticas no Reino Unido, sobretudo na Escócia e áreas como Norfolk. Ela deverá se manifestar publicamente sobre isso nesta semana, quando visita Berlim.Analistas consideram incomum a soberana tomar uma iniciativa política tão concreta e interferir desta forma nos assuntos de Blair. O primeiro-ministro, de qualquer forma, já vinha adotando uma postura mais incisiva nas questões ambientais, também alertado pelas projeções em relação ao Reino Unido.Segundo o Observer, a Grã-Bretanha deve começar a pressionar a Casa Branca a ratificar o Protocolo de Kyoto, o tratado internacional de 1997 que estabelece regras e metas para a redução das emissões de gases causadores do aquecimento global. Os EUA são os maiores emissores do mundo e alegam que seriam prejudicados com restrições à atividade produtiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.