Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Emissões poluentes devem cair pela 1ª vez em 10 anos

Segundo especialistas, queda se deve à queda da produção industrial e à crise em países como China e Índia

Efe,

19 de março de 2009 | 16h50

As emissões poluentes causadoras do aquecimento da Terra e da mudança climática serão reduzidas em 2009 pela primeira vez em uma década, informa nesta quinta-feira, 19, o jornal alemão Frankfurter Runschau, que fez uma pesquisa junto a especialistas.

 

Veja também:

Nível do mar pode subir o dobro do previsto para 2100

Aumento do nível de CO2 na atmosfera acelera em 2008

especialEspecial: Quiz: você tem uma vida sustentável? 

especialEspecial: Evolução das emissões de carbono  

especialEspecial: As ações diárias que salvam o planeta 

 

"A soma de todos os fatores fará com que a redução das emissões de CO2 alcance aproximadamente 2%", diz o professor Gernot Klepper, do Instituto de Estudos Econômicos Mundiais (IfW) de Kiel.

 

Cálculos similares foram feitos por Claudia Kemfert, do Instituto Alemão de Estudos Econômicos (DIW), que espera uma redução das emissões poluentes no planeta nesse mesmo nível.

 

A redução nas emissões causadoras do efeito estufa e da mudança climática se devem, sobretudo, à queda da produção industrial e ao arrefecimento do crescimento econômico em países como China e Índia.

 

No entanto, o diretor do programa de meio ambiente das Nações Unidas (Pnuma), Achim Steiner, adverte contra um otimismo exagerado, também em entrevista ao jornal alemão.

 

"A crise econômica significa apenas que tiramos o pé do acelerador para depois voltar a apertá-lo o mais rapidamente possível", afirma Steiner, que ressalta que o clima sofrerá mais que até agora assim que a China superar a crise e recuperar seus antigos níveis de produção industrial.

Tudo o que sabemos sobre:
aquecimento global

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.