Empresa britânica tira do mercado celular para criança

O primeiro telefone celular do Reino Unido feito especialmente para crianças foi retirado do mercado nesta semana, por causa de uma pesquisa que adverte sobre o risco desses aparelhos para a saúde dos mais novos.A fabricante MyMo pôs o telefone à venda há cinco meses para que as crianças de 4 a 8 anos pudessem utilizá-lo em caso de emergência. O celular custa 86 euros (US$ 114), segundo a agência Efe.O distribuidor do produto, Communic8, informou que levou em conta uma pesquisa do Conselho Nacional de Proteção Radiológica. "O estudo sugere que a longa exposição ao celular pode prejudicar a saúde, especialmente a do tecido craniano, não desenvolvido, de crianças muito jovens", afirmou a empresa.A Communic8 garantiu, no entanto, que o produto é seguro se for usado com a supervisão dos pais, como se recomenda.

Agencia Estado,

14 de janeiro de 2005 | 16h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.