Endeavour recebe permissão para voltar à Terra neste domingo

Nave passou 16 dias de missão e teve quatro caminhadas espaciais para ampliar o espaço habitável da ISS

Efe

29 de novembro de 2008 | 19h56

Os astronautas da nave Endeavour receberam neste sábado, 29, a autorização da Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos, para retornar neste domingo, 30, à Terra, após 16 dias de missão e quatro caminhadas para ampliar o espaço habitável da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês). Após a permissão dada pelo centro de controle da missão em Cabo Canaveral, Flórida, a nave deve aterrissar amanhã no Centro Espacial Kennedy. No entanto, as previsões meteorológicas poderiam alterar os planos da Nasa, já que as condições climáticas serão "bastante incertas" e poderiam obrigar a equipe a adiar seu retorno por um espaço de 24 horas ou mudar o local de pouso. Neste sábado, 29, fez bom tempo em Cabo Canaveral, mas para amanhã está prevista a chegada de uma frente fria e possíveis tempestades. A agência espacial americana avisou à Base da Força Aérea de Edwards, na Califórnia, caso a nave precise recorrer à outra pista de aterrissagem. Os astronautas receberam a autorização necessária da agência espacial americana após efetuar entre sexta-feira e hoje vários testes de segurança. A tripulação da Endeavour informou de uma pequena peça de metal que tinha se desprendido da nave, mas o controle da Nasa determinou que não era motivo de preocupação. A nave se separou na sexta-feira da ISS, momento no qual começaram os preparativos para a aterrissagem. O piloto da Endeavour, Eric Boe, deu a volta à nave, uma operação que permite à tripulação da ISS observar e tirar imagens da nave para analisar o escudo térmico. A tripulação da nave viaja ao comando do astronauta americano Chris Ferguson, auxiliado por Boe e os especialistas Donald Pettit, Heidemarie Stefanyshyn-Piper, Steve Bowen, Shane Kimbrough e Sandra Magnus. A STS-126 foi a primeira missão espacial de Boe, Bowen e Kimbrough. Magnus substitui Greg Chamitoff na ISS, que, após 182 dias na estação orbital, finalmente volta à Terra. Ferguson disse estar "extremamente satisfeito" com a missão de 16 dias na ISS. "Chegamos aqui em cima com uma lista muito longa de objetivos e, embora tenhamos tido um ou dois problemas, conseguimos cumprir todos", ressaltou. A "Endeavour" levou à ISS mantimentos, equipamentos para ampliar os espaços habitáveis, instalações para exercícios físicos, móveis e utensílios de cozinha e um sistema para reciclar a urina dos astronautas. O objetivo da missão no curso das quatro caminhadas espaciais que fizeram era preparar o complexo para abrigar seis ocupantes e rever e lubrificar as juntas rotatórias dos painéis solares que fornecem energia à estação. Além de ampliar o espaço na ISS, os astronautas instalaram um "controle ambiental regenerativo" que recicla urina dos astronautas e a condensação do ar para transformá-la em água que poderá ser bebida e utilizada para resfriar os sistemas da nave.

Tudo o que sabemos sobre:
EndeavorISSespaçoNasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.