Energético não recupera coordenação motora

A conhecida mistura de álcool e energético realmente afasta o sono, mas não é capaz de restabelecer a coordenação motora. O estudo, feito pela pesquisadora Maria Lucia Formigoni e por Sionaldo Eduardo Ferreira, ambos da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), foi publicado na revista norte-americana Alcoholism: Clinical & Experimental Research.Maria Lucia explica que o uso de energéticos, apesar de deixar as pessoas mais despertas, não faz com que elas, após terem ingerido álcool, tenham suas coordenações motoras restabelecidas.O teste foi feito com 14 pessoas do sexo masculino em laboratório. Eles tomaram uma determinada dose de bebida alcoólica (equivalente a 100 ml de uísque para um homem de 70 quilos) e depois beberam energéticos.Todos se diziam bem, mas submetidos a tarefas subjetivas, como colocar pinos em uma tabuleta, apresentavam coordenação motora alterada.A pesquisadora não contesta os efeitos psicológicos da mistura: de 136 pessoas entrevistadas, 37% disseram sentir-se mais felizes com a ingestão, 30% mais eufóricos, 26% mais extrovertidos e 24% relataram maior vigor físico.Para Maria Lucia, esse dado é ainda mais preocupante. Isso porque, com o aparente bem estar, as pessoas se julgar aptas a, por exemplo, dirigir um carro.

Agencia Estado,

17 de setembro de 2004 | 13h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.