Estado assumirá toda gestão florestal em MT

Os governos federal e de Mato Grosso assinaram dois novos acordos para reduzir o desmatamento ilegal, que envolvem ações compartilhadas entre Ministério do Meio Ambiente e Ibama.Entre as medidas, está um termo que permitirá ao Estado assumir a gestão de toda a atividade florestal até o início de 2006, emitindo licenças, Autorizações para Transporte de Produtos Florestais (ATPFs) e autorizando planos de manejo em propriedades rurais de qualquer tamanho.Até hoje, o licenciamento de propriedades com menos de 300 hectares era feito pelo Ibama.Os acordos foram firmados na sexta-feira pela ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, e o governador de Mato Grosso, Blairo Maggi (PPS), durante reunião do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), em Cuiabá. Na reunião, seis Estados (Acre, Rondônia, Tocantins, Amazonas e Roraima) da Amazônia apresentaram suas ações contra o desmatamento.Para os ambientalistas, os acordos em si não garantem redução nos índices de desmatamentos. Os Estados têm que garantir aos órgãos ambientais as condições mínimas de trabalho para desempenhar as funções."Eu acho que o acordo é um sinal positivo de que os governos começam a se entender, mas o governo estadual precisa mostrar em curto prazo as condições que possui como apoio material e financeiro para executar as tarefas", disse o advogado do Instituto Sócioambiental (ISA), André Lima.   estatísticas sobre florestas

Agencia Estado,

05 de setembro de 2005 | 13h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.