Estado vai licitar plantio de madeiras nobres

O governo do Estado deverá publicar, ainda este mês, os editais de licitação para plantios de bosques padrão de madeiras nobres, a serem executados no segundo semestre. Coordenado por Gerson Ferreira Filho, da Secretaria de Governo e Gestão Estratégica, o Programa Estadual de Incentivo à Produção de Madeiras de Lei pretende plantar até o fim deste ano 1,2 milhão de árvores, sobretudo em áreas do próprio Estado.Segundo Ferreira, que realizou hoje reunião com empresas interessadas em realizar o plantio, o objetivo a médio prazo é criar mecanismos de comercialização antecipada de madeira, incentivando empresas do setor madeireiro (papel e celulose, aglomerados, móveis etc.) ou proprietários rurais que precisem recompor as reservas legais, a também investir em madeiras nobres. ?Embora exista a obrigação legal da existência das reservas legais com espécies nativas (que devem ocupar 20% das propriedades), ela não é cumprida. Mas a legislação permite que haja manejo nessas áreas, o que falta é incentivo para o plantio, já que são espécies que demoram a crescer. Nossa idéia e criar um certificado para ser comercializado em bolsas de futuro, e inverter essa equação?, explica.Concebidos pelo Instituto Florestal, através de um grupo de trabalho envolvendo pesquisadores da área, os bosques padrão já estão sendo implantados em áreas estaduais, como escolas técnicas, estações experimentais, áreas da Cesp e de assentamentos no Pontal do Paranapanema. Consistem na padronização do plantio em cada um hectare, que deve conter 804 árvores, sendo 134 de cada uma das espécies escolhidas (pau-marfim, aroeira, ipê-roxo, amendoim e canela) e 123 de árvores frutíferas intercaladas às mudas nobres. O manejo nesses bosques deverá ser autorizado pelo Departamento Estadual de Proteção aos Recursos Naturais (DEPRN), ligado à Secretaria Estadual do Meio Ambiente.

Agencia Estado,

18 de março de 2002 | 16h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.