Estudo indica como dieta de Atkins diminui apetite

Cientistas dizem ter descoberto a razão que leva as dietas ricas em proteínas, como a Atkins, a diminuir a fome. Pesquisadores do instituto francês INSERM descobriram que dietas como esta desencadeiam a produção de glicose no intestino delgado, o que leva as pessoas a se sentirem satisfeitas.Já se sabe que dietas com muita proteína reduzem a fome e levam a pessoa a consumir menos alimentos. Mas, o mecanismo pelo qual a proteína diminui o apetite nunca ficou claro.Os cientistas afirmam que a descoberta, feita por meio de estudos com ratos e publicada na revista Cell Metabolism, poderá ajudar a desenvolver novos tratamentos para distúrbios ligados à alimentação.Ratos e genesA equipe do INSERM descobriu que um aumento das proteínas nas dietas de ratos aumentou a atividade de genes envolvidos na produção de glicose no intestino delgado destes animais. Isto levou ao aumento na produção de proteína, que foi sentido pelo fígado e transmitido ao cérebro, levando os animais a cortar o consumo de alimentos.Os pesquisadores, liderados por Gilles Mithieux, afirmam que não sabem como a proteína desencadeia a produção de glicose. Acreditam que ela pode desencadear a liberação de um elemento químico dentro da célula, chamado AMP cíclico, que pode estimular os genes responsáveis pela produção de glicose.Muitos sinaisToni Steer, nutricionista do Conselho Britânico de Pesquisa Médica - Unidade de Nutrição Humana, afirma que são necessárias mais pesquisas para determinar quais são os efeitos em humanos. "Apetite é controlado por muitos sinais hormonais e neuroquímicos, além de fatores sociais e psicológicos", afirmou.Simon Langley-Evans, especialista em nutrição humana na Universidade de Nottingham, na Grã-Bretanha, admite que "dietas como a de Atkins parecem promover a perda de peso porque interrompem a fome". Mas, o médico afirma que a produção de glicose também pode ser estimulada por uma dieta com pouco carboidratos."Qual é a especificidade deste feito para uma dieta com muita proteína? Podemos obter o mesmo efeito com uma dieta com muita gordura?", perguntou o médico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.