Estudo indica haver mais câncer do seio em canhotas

Uma pesquisa realizada por cientistas do University Medical Center Utrecht, na Holanda, indica que pode haver uma relação entre o surgimento de câncer de mama e o fato da vítima do tumor ser canhota.De acordo com o estudo, divulgado na publicação científica British Medical Journal, os pesquisadores examinaram 12.178 mulheres nascidas entre 1932 e 1941, procurando uma possível relação entre as duas coisas.A conclusão foi que, aparentemente, o surgimento do câncer de seio antes da menopausa é duas vezes mais freqüente em mulheres canhotas do que em mulheres destras.Para os cientistas, uma explicação para isso pode ser o fato de que as mulheres canhotas ficariam expostas a maiores níveis de hormônio sexual testosterona quando ainda no útero da mãe, o que seria decisivo para determinar o surgimento da doença.Estudos anteriores sugeriram que a exposição a altos níveis de hormônios sexuais antes do nascimento pode induzir a pessoa a ser canhota.TecidosAcredita-se que os hormônios podem provocar mudanças no tecido mamário que tornam mais provável o desenvolvimento de câncer mais tarde.Os cientistas da universidade holandesa avaliaram a ligação entre ser canhota e a incidência de câncer de seio nas mulheres recrutadas quando tinham entre 50 e 54 anos."Mulheres canhotas não devem se preocupar com esses resultados", disse Emma Taggart, da organização britânica Breakthrough Breast Câncer. "Embora esse estudo seja intrigante, não nos traz evidências suficientes para ligar ser canhota com câncer de seio"."Câncer de seio é uma doença extremamente complexa e sabe-se muito pouco sobre as causas", afirmou. "É provável que a resposta seja uma combinação complexa de fatores."

Agencia Estado,

26 de setembro de 2005 | 12h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.