Estudo liga capacidade pulmonar a tabagismo

Filhos de pais que fumam têm mais chances de se tornar fumantes, principalmente se tiverem uma grande capacidade pulmonar, revelou um estudo publicado pela revista da Associação Médica Canadense.Os autores afirmam que, se "a pressão dos amigos e o tabagismo dos pais podem desempenhar um papel, fatores fisiológicos como o volume dos pulmões foram identificados".Os pesquisadores demonstraram que, quanto mais elevado for o nível de cotinina (um subproduto da nicotina que se encontra na saliva) nas crianças, mais chances têm de se tornar fumantes na adolescência. Este nível depende de sua capacidade pulmonar.Quanto maior for esta capacidade, mais fumaça vão inalar como fumantes passivos, fator que favorece o desenvolvimento da dependência ao cigarro e aumenta o risco de fumar na adolescência."Se esta conclusão se confirmar com estudos posteriores, se explicará parcialmente como o tabagismo é transmitido de uma geração para outra", concluiu o estudo.A pesquisa, realizada por dois cientistas da Universidade de Manitoba, envolveu 191 crianças e adolescentes que foram interrogados em diferentes etapas durante vários anos.

Agencia Estado,

17 de agosto de 2005 | 15h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.