Estudo mostra que genes teriam influência na decisão de votar

Pesquisadores demonstraram que os indivíduos com gene MAOA tinham mais chances de ter votado na em 2000

Efe

01 de julho de 2008 | 20h55

A decisão de votar é, em parte, genética segundo um estudo que mostra a influência dos genes na participação eleitoral e em uma grande variedade de atividades políticas, informou nesta terça-feira, 1, a revista American Political Science Review.   O estudo foi realizado por James H. Fowler e Christopher T. Dawes, da Universidade da Califórnia em San Diego, e Laura A. Baker, da Universidade do Sul da Califórnia.   Fowler e Daves produziram este estudo com uma pesquisa publicada na edição de julho da revista Journal of Politics, na qual identificaram um vínculo entre dois genes específicos e a participação política.   Os pesquisadores demonstraram que os indivíduos com uma variante do gene MAOA tinham mais chances de ter votado na eleição presidencial de 2000.   A pesquisa mostra também uma conexão entre uma variante do gene 5HTT e a decisão de votar, que é moderada pela participação em serviços religiosos.   Estes são os primeiros resultados que vinculam genes específicos com uma conduta política.   A pesquisa inicial se sustentou nos registros da participação de eleitores em Los Angeles confrontando com registros de gêmeos fraternos e idênticos.   Estas comparações mostram claramente que os gêmeos, que compartilham 100% de seus genes, são significativamente mais similares em sua conduta como eleitores que os gêmeos que compartilham, na média, só 50% dos genes.   Os pesquisadores também examinaram dados de eleitores da Califórnia, e avaliaram os padrões no âmbito nacional, usando um estudo de saúde dos adolescentes efetuado entre 1995 e 2002.   Além disso, as diferenças vinculadas com os genes se estendem a uma grande variedade de atos de participação política, inclusive às doações para campanhas, aos contatos com funcionários do Governo, às candidaturas, à assistência e, até mesmo, às manifestações.

Tudo o que sabemos sobre:
genéticaciência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.