Estudo prevê falta de madeira de florestas plantadas no Brasil

O Brasil corre o risco de ter falta de madeira de florestas plantadas a partir de 2004. A conclusão é de estudo produzido pela consultoria paranaense STCP Engenharia de Projetos, levando em conta que ?os níveis de crescimento da demandamostram-se bastante superiores à oferta?. Se o cenário se concretizar, o País passará aimportar o produto.O estudo aponta a necessidade de implementação de um ?vigoroso programa de plantios? para evitar os seguintes problemas: limitação ao crescimento de setores que usam a madeira como matéria-prima, importação de madeira, que vai afetar a balançacomercial, e pressão sobre florestas nativas. Já no ano passado, pequenos volumes foram importados do Mercosul.O presidente da Aracruz, Carlos Aguiar, que nesta segunda-feira participou da reunião anual doConselho Mundial de Desenvolvimento Sustentável, no Rio, disse ter conhecimento do estudo e afirmou ter notícias de importação de pinus, na Região Sul do País.No mês passado, um documento, produzido pela mesma consultoria, foi apresentado ao Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em fevereiro, com propostas sobre o assunto. Entidades e associações como a Associação Brasileira de Papel e Celulose (Bracelpa), Sociedade Brasileira de Silvicultura (SBS) e Associação Brasileira de Florestas Renováveis (Abracave) participaram da iniciativa.O documento propõe a criação de uma Secretaria de Florestas, no âmbito do ministério da Agricultura, estabelecimento de política setorial e simplificação da legislação. Casoadotadas, estas medidas, ainda conforme o levantamento, poderiam, no prazo de dezanos, resultar na ampliação das áreas de florestas plantadas de cinco milhões dehectares para 11 milhões de hectares.

Agencia Estado,

10 de março de 2003 | 19h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.