Estudo recomenda receitar heroína a dependentes

Receitar heroína para viciados, apesar de caro, é mais eficiente e barato do que outros tratamentos, diz um estudo feito pela Universidade de Amsterdã.Os métodos tradicionais para o tratamento do vício da heroína em vários países europeus incluem o uso da droga metadona (um narcótico sintético) ou uma combinação de metadona com heroína.Pesquisas anteriores já sugeriam que o uso supervisionado de heroína melhora a saúde física e mental do dependente, fazendo com que ele tenha um funcionamento social melhor do que aqueles que não se adaptam ao tratamento com a metadona apenas.Os cientistas holandeses observaram 430 dependentes inscritos em programas do governo que estavam sendo tratados com metadona.EconomiaNa pesquisa, formaram-se dois grupos, um recendo uma combinação de heroína e metadona e, o outro, apenas metadona. Um ano depois, aqueles que receberam o coquetel de drogas apresentavam uma melhor qualidade de vida.Apesar deste tratamento custar muito mais do que o com a metadona apenas, as vantagens sociais ficam claras quando se observa a economia gerada pela redução do crime.Os cientistas calcularam que são economizados o equivalente a R$ 38 mil por paciente/ano.Especialistas, entretanto, dizem que não existe apenas um tratamento ideal quando se trata de dependentes químicos e o importante é que exista uma série de opções disponíveis.

Agencia Estado,

06 de junho de 2005 | 11h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.