Estudo sugere que primeiros americanos vieram da Austrália

Os índios americanos, originários do norte da Ásia, podem não ser os primeiros habitantes das Américas, como acreditou-se até hoje. Um estudo feito por Silvia Gonzalez, da Universidade John Moores, de Liverpool, sugere que homens vindos da Austrália, do sul da Ásia e do Pacífico chegaram antes.A pesquisadora estudou ossadas antigas, encontradas no México, e descobriu que algumas delas tinham mais de 12 mil anos. Enquanto o esqueleto mais antigo de um nativo americano que se conhecia era datado em nove mil anos atrás.As ossadas analisadas têm estrutura diferente daquelas dos índios americanos. São estreitas e alongadas, enquanto as deles são amplas e achatadas.Gonzalez diz que ocorreram várias ondas migratórias para a América, em épocas diferentes e de lugares distintos. A primeira teria partido da Austrália e seguido via Japão e Polinésia, pela costa americana do Pacífico.Um esqueleto particularmente bem preservado foi o de uma mulher, que viveu há aproximadamente 12, 7 mil anos. ?Nós extraímos o DNA dela. Vai ser uma bomba?, disse a pesquisadora. Para Gonzalez, os índios americanos ?não podem dizer que foram os primeiros de lá?.

Agencia Estado,

08 de setembro de 2004 | 15h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.