EUA criam pequenos robôs capazes de se reproduzir

Um robô construído com quatro blocos foi capaz de produzir uma cópia de si mesmo em cerca de dois minutos e meio. "O projeto demonstra que a reprodução não é exclusiva dos seres vivos", dizem o cientista Hod Lipson e seus colegas da Universidade Cornell em Ithaca (Nova York), num estudo publicado na Nature.A capacidade de replicação dos robôs seria útil em ambientes de difícil acesso para sua manutenção, como no espaço, por exemplo. Os robôs desenvolvidos em Cornell usam um mecanismo de construção de blocos que une peças através de eletroímãs.Formados por semi-cubos de 10 cm³, os robôs são capazes de "pegar" (por atração eletromagnética) blocos isolados e transportá-los até outros blocos, juntando-os. No momento em que se juntam os novos blocos, eles começam a interagir, cooperando para a sua própria formação.A partir de um certo estágio, o novo robô começa, ele próprio, a buscar blocos que faltam para completar sua estrutura. Com isso, é possível criar uma colônia de robôs, desde que haja blocos disponíveis para a construção de novas estruturas autônomas.Os blocos são programados previamente para todas as etapas da reprodução e funcionamento, mas podem, também, receber instruções para se reprogramarem.Nota do Editor: Este texto foi alterado em 12/05/05 para inclusão de detalhes e imagens

Agencia Estado,

12 de maio de 2005 | 10h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.