EUA e França pedem mobilização contra gripe aviária

Um alerta mundial sobre o perigo da gripe aviaria marcou a Assembléia Geral da ONU, onde o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e o primeiro-ministro francês, Dominique de Villepin, pediram uma mobilização de vários países para evitar uma pandemia.Eles classificaram a doença como uma nova emergência. "Se nada for feito, este vírus poderá provocar a primeira pandemia do século 21 e não podemos deixar isto acontecer", declarou Bush ante a Assembléia Geral, na quarta-feira.O termo pandemia - que designa uma epidemia capaz de causar muitas mortes - também foi utilizado por Villepin. "Hoje, nós devemos considerar o risco de pandemia da gripe das aves. A amplitude da ameaça nos obriga a reagir rapidamente", declarou durante uma reunião sobre o financiamento do desenvolvimento.O primeiro-ministro francês propõe um trabalho conjunto das organizações internacionais, das autoridades nacionais e da indústria farmacêutica para reforçar "a capacidade de detecção precoce" das formas virais contagiosas para o homem e "constituir um estoque internacional de emergência de medicamentos anti-virais".Um protótipo da vacina fabricada pelo laboratório francês Sanofi Pasteur foi testado nos Estados Unidos, onde apresentou resultados promissores, segundo um responsável pela saúde pública americana (NIH).Mas a fabricação de doses em número suficiente representa uma corrida contra o relógio, já que apenas três laboratórios no mundo produzem essas vacinas, segundo Julie Gernerding, diretora dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos.

Agencia Estado,

15 de setembro de 2005 | 11h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.