EUA reavaliam segurança de Botox e produtos semelhantes

A FDA (órgão de controle de remédiose alimentos dos EUA) afirmou na sexta-feira estar reavaliando asegurança do Botox, da Allergan Inc, e de produtos similaresapós o registro de casos de morte e de reações graves em algunspacientes. A entidade disse que entre os casos mais preocupantesconstavam alguns de hospitalização e de óbito, atingindoprincipalmente crianças que receberam tratamento para paralisiacerebral associada a espasticidade dos membros, um uso nãoaprovado nos EUA. A FDA afirmou que revia a situação do Botox e do BotoxCosmetic, ambos da Allergan, e do Myobloc, da SolsticeNeurosciences Inc. As reações registradas sugerem a ocorrência de botulismo,que acontece quando a toxina botulínica usada nos produtosdispersa-se para além das áreas em que foi injetada, disse aFDA. Segundo o órgão, esse tipo de reação pode ser consequênciada aplicação de uma dose excessiva da substância. Reações adversas foram registradas tanto em casos de usoaprovado quando em casos de uso não aprovado pela FDA,acrescentou a agência norte-americana. "A FDA está revendo os dados sobre segurança nos testesclínicos submetidos pelos fabricantes do Botox, do BotoxCosmetic e do Myobloc", afirmou o órgão em um comunicadodivulgado pela internet. Até que a FDA finalize a revisão, os médicos e pacientesdevem ficar atentos para sinais de botulismo no corpo tais comofraqueza e dificuldade para engolir e respirar. As ações da Allergan caíram 5,4 por cento após o anúncio daFDA, para 63,68 dólares, na Bolsa de Valores de Nova York. Segundo o analista de mercado Peter Bye, da Jefferies & Co,o resultado provável desse procedimento deve ser uma exigênciaa ser feita pela FDA para que seja colocado um alerta nascaixas de Botox destacando seus perigos e desaconselhando osusos não aprovados. No entanto, um aviso semelhante passou a circular na Europae "não vimos qualquer efeito sobre o crescimento (do consumo deBotox)", afirmou Bye.

LISA RICHWINE, REUTERS

08 de fevereiro de 2008 | 16h48

Tudo o que sabemos sobre:
CIENCIAEUABOTOX

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.