<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1659995760901982&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Europa deixará de exportar mercúrio a partir de 2011

A exportação de mercúrio será proibida nos países-membros da União Européia a partir de 2011, decidiram nesta sexta-feira os ministros de Meio Ambiente reunidos na UE. A Espanha é o maior exportador europeu deste metal líquido, considerado um perigoso contaminante.As mil toneladas deste produto que a UE exporta anualmente procedem quase que em sua totalidade das minas espanholas de Almadén (Ciudad Real), que têm mais de 2 mil anos de existência e cuja produção está suspensa desde 2003.A Comissão Européia lançou no início de 2004 uma estratégia que hoje chegou a seu ponto final com a supressão progressiva até 2011 das exportações de mercúrio.O mercúrio e seus componentes podem ser mortais em dose elevadas e afetar o sistema nervoso. A contaminação humana ocorre, por exemplo, através do consumo de peixes contaminados. Estudos indicam que uma de cada seis mulheres grávidas ou em idade fértil tem níveis excessivos de mercúrio no corpo.

Agencia Estado,

24 de junho de 2005 | 14h24

Selecione uma opção abaixo para continuar lendo a notícia:
Já é assinante Estadão? Entrar
ou
Não é assinante?
Escolha o melhor plano para você:
Sem compromisso, cancele quando quiser
Digital Básica
R$
0, 99
/ mês
No primeiro mês
R$ 8,90/mês a partir do segundo mês
  • Portal Estadão.
  • Aplicativo sem propaganda.
Digital Completa
R$
0, 99
/ mês
No primeiro mês
R$ 18,90/mês a partir do segundo mês
Benefícios Digital Básica +
  • Acervo Estadão 146 anos de história.
  • Réplica digital do jornal impresso.
Impresso + Digital
R$
20, 90
/ mês
No primeiro ano
R$ 56,90/mês a partir do segundo ano
Benefícios Digital Completa +
  • Jornal impresso aos finais de semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.