Europa prepara-se para sua primeira missão à Lua

A Europa está prestes a ir aonde nunca esteve antes. Com o uso de uma tecnologia no melhor estilo "Jornada nas Estrelas", a Agência Espacial Européia (AEA) pretende enviar sua primeira missão à Lua. A AEA informou nesta segunda-feira que seus inovadores motores movidos a energia solar, instalados na nave não-tripulada SMART-1, farão com que as viagens espaciais sejam mais rápidas e atinjam distâncias maiores em comparação com as naves abastecidas com combustível de foguete convencional. "Isto está transformando a ficção científica em fato científico", comentou o professor David Southwood durante entrevista coletiva sobre a missão, concedida hoje em Londres. Depois de mais de 40 anos da exploração da Lua pelos Estados Unidos e pela extinta União Soviética, a missão européia está mais focalizada no teste da nova tecnologia, que usa um jato de íons para obter propulsão no espaço, do que na exploração do satélite natural da Terra em si.

Agencia Estado,

18 de agosto de 2003 | 17h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.