Eventos marcam Dia Mundial do Meio Ambiente

Além de uma oportunidade de chamar a atenção para a causa, pelos que passam o ano lutando para melhorar a saúde do planeta, o Dia Mundial do Meio Ambiente é um bom momento para quem pretende mostrar que também está fazendo sua parte. Lançamento de campanhas, distribuições de mudas, inaugurações e protestos estão entre as inúmeras atividades que acontecem hoje (5/6), para marcar a data em todo o País por organizações-não governamentais, órgãos públicos e empresas.Em direção oposta ao Greenpeace, que realizou durante toda a semana protestos contra a energia nuclear e para que Angra III não seja construída, a SOS Mata Atlântica está distribuindo hoje 40 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica em seis praças de pedágios do estado de São Paulo, nos seguintes municípios: Indaiabuba, Boituva, Porto Feliz, Rio Claro, Itupeva e Rio das Pedras. Em Brasília, o WWF-Brasil lançou a campanha Água Para a Vida, Água Para Todos, em defesa das águas do Brasil, que incluiu um ato simbólico em frente ao Congresso Nacional, com a participação da equipe de ginastas do Centro Integrado de Educação Física.Ainda em Brasília, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva escolheu o Dia Mundial do Meio Ambiente para anunciar a primeira grande medida de seu governo na área ambiental. Durante cerimônia realizada no Palácio do Planalto, lançou a Conferência Nacional do Meio Ambiente e assinou um decreto que regulamenta o artigo 14 do Código Florestal e determina que a exploração de mogno - suspensa desde outubro de 2001 - só poderá ser feita através de Planos de Manejo Florestal Sustentável, que sejam adequados às exigências do Anexo II da Cites, Convenção da ONU que regulamenta o comércio internacional de espécies ameaçadas de extinção. O decreto também proíbe por cinco anos o corte de mogno em áreas de desmatamento.O governo paulista aproveitou a data para lançar duas publicações de interesse ambiental, uma tratando da legislação na área de licenciamento, elaboração de projetos para captação de recursos e outra sobre a instalação de viveiros florestais. Durante o evento, realizado no Horto Florestal, na zona Norte da capital paulista, o governador Geraldo Alckmin assinou o protocolo de intenções para a formalização do ?Programa de Jovens ? Meio Ambiente e Inclusão Social?. Coordenado pelo Instituto Florestal, o projeto envolve jovens, com idade entre 16 e 20 anos, e que residem no entorno da Reserva da Biosfera do Cinturão Verde, que são capacitados e passam a atuar como educadores ambientais.Seguindo a linha da SOS Mata Atlântica, a Sabesp comemorou a conclusão de um ano da Segunda Etapa do Projeto Tietê distribuindo 3 mil mudas, das espécies rabo de gato, azulzinha e lisimáquia, na Região Metropolitana de São Paulo. Em uma van do Projeto Tietê, agentes comunitários estão percorrendo as ruas próximas às obras entregando as mudas. Na Assembléia Legislativa de São Paulo, a Comissão de Defesa do Meio Ambiente e a Empresa Brasileira de Correios e Telégragos lançou o carimbo comemorativo do Dia do Meio Ambiente.No âmbito municipal, a prefeitura de São Paulo lançou, no Parque Trianon, um Manual Técnico de Arborização Urbana, voltado principalmente para as Subprefeituras. Outra medida ambiental foi o início do projeto piloto de coleta seletiva porta-a-porta. O programa beneficiará 12 mil residências nas regiões da Sé e da Mooca, num total de 300 ruas. Em São Bernardo do Campo, a Secretaria Municipal de Habitação e Meio Ambiente promove, de hoje a 8 de março, o Encontro Municipal de Capacitação Popular na Gestão de Mananciais, 2º Pró Billings. A ação tem como objetivo alertar a população para questões relacionadas à preservação da represa.Na Bahia, o governador Paulo Souto assinou uma série de medidas na área ambiental, como a criação das Áreas de Proteção Ambiental (APAs) dos Caminhos Ecológicos da Boa Esperança - abrangendo os municípios de Ubaíra, Jiquiriçá, Teolândia, Wenceslau Guimarães, Nilo Peçanha, Taperoá, Cairu e Valença - e da Plataforma Continental do Litoral Norte da Bahia, que vai do Farol de Itapuã à fronteira com Sergipe. Nas empresasO Senac São Paulo, em parceria com o Banco do Brasil, lançou o programa Senac Alerta - Por uma cidade mais limpa, com o objetivo de orientar a população no Estado sobre os problemas gerados pelo lixo, suas conseqüências e os processos de reciclagem, redução e reutilização do lixo. A primeira medida do programa, que segue até o final do ano, é a distribuição de 200 mil cartilhas sobre o tema.O Grupo Carrefour oficializou, em cerimônia realizada hoje no Mato Grosso, o compromisso de transformar em Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) uma área de 1.104,54 hectares, no Vale do Sepotuba, que corresponde a 26,2% da propriedade situada no município de Tangará da Serra. A reserva será colocada à disposição da Universidade de Mato Grosso (Unemat), para professores e estudantes de agronomia e ciências biológicas desenvolverem pesquisas.A Companhia de Bebidas das Américas (AmBev) marcou a data com o lançamento da campanha Recicle Você Também 2003, pela qual os 18 mil funcionários da companhia irão coletar embalagens PET e latinhas de alumínio, que serão trocadas por cestas básicas para doação a entidades assistenciais. A Volkswagen do Brasil inaugurou, junto com a prefeitura de São Carlos, em São Paulo, um dos maiores recintos interativos para aves da América Latina, localizado no interior do Parque Ecológico Dr. Antônio Teixeira Vianna.Idealizado pela Fiat Automóveis, o programa Você Apita, voltado para estimular os jovens a intervir de forma consciente em suas comunidades, realizou ações nas cidades de Betim (MG), Curitiba e Londrina (PR), Caxias do Sul e Porto Alegre (RS) e Sorocaba (SP). A ações envolveram brincadeiras, plantio de árvores e aulas sobre coleta seletiva de lixo.Audiências públicasTambém foram programadas para o Dia Mundial do Meio Ambiente audiências públicas sobre problemas de contaminação ambiental no estado de São Paulo. Em São Vicente, na Baixada Santista, uma audiência na Câmara Municipal teve o objetivo de debater e propor encaminhamentos sobre o Caso Rhodia/Baixada Santista, considerado um dos mais graves em escala mundial na área de contaminação por poluentes industriais tóxicos. A estimativa do Ministério Público do Estado de São Paulo é de que existam, no mínimo, 12 mil toneladas de resíduos tóxicos descartados de maneira irregular na região. A Câmara de Avaré, no interior do Estado, realiza, às 19 horas, audiência para discutir o depósito de 200 toneladas de resíduos de amianto e fenol no município.

Agencia Estado,

05 de junho de 2003 | 15h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.