Everest tem o centro meteorológico mais alto do mundo

Cientistas chineses finalizaram a construção do centro de observação meteorológica mais alto do mundo, 6.500 metros acima do nível do mar, no monte Everest, informou nesta quinta-feira a imprensa oficial chinesa.A estação, em um estreitamento da glacial Dongronbu, servirá para medir a temperatura, pressão, umidade, radiação solar, precipitações e turbulências atmosféricas."Observando os dados, aprenderemos os processos energéticos e de conversão de materiais em Qomolangma (nome pelo qual chineses etibetanos chamam o Everest)", destacou o professor Jing Zhefan, um dos cientistas envolvidos no projeto.Em 2001, cientistas chineses instalaram aparelhos de medição meteorológica no mesmo lugar, mas os dados e equipamentos desapareceram, por isso os especialistas decidiram que vários membros da equipe permanecerão no lugar "montando guarda".A expedição também vai voltar a medir o Everest, o monte mais alto do mundo. Considera-se que ele tem 8.848,13 metros de altitude, segundo a última medição, feita em 1975. Os cientistas querem ver se fenômenos como o aquecimento global ou as forças geológicas fizeram variar a altitude.Em 13 de abril, Ding Lin, outro cientista da expedição, descobriu, baseando-se em umas fendas achadas na face norte do monte, que o Everest foi mais alto há 13 milhões de anos, chegando a ter 12.000 metros de altura.O Everest ou Qomolangma (que em tibetano significa "deusa mãe do país") foi gerado, assim como o restante do Himalaia, pela colisão da placatectônica Indiana com a Euroasiática, há aproximadamente 65 milhões de anos.

Agencia Estado,

28 de abril de 2005 | 11h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.