Experiências de sucesso

Antes de dar início ao projeto piloto de plantio de matas ciliares de Sumaré, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SMA) realizou um workshop, reunindo as principais experiências de sucesso com reflorestamentos de nativas. O resultado foi uma publicação, editada em outubro de 2002, onde estes casos são relatados. Dentre eles, vale destacar:Projeto Jaguarão, da Fundação Florestal, no município de Cunha. Seis unidades demonstrativas foram implantadas em uma área de 5,7 hectares. Os resultados motivaram 201 produtores rurais a adquirir mudas para suas propriedades, recuperando 140 hectares de matas ciliares.Projeto Floresta da USP, em Ribeirão Preto. Sessenta hectares foram recuperados no campus da universidade, 30 voltados para a conservação genética. Foram catalogadas 3.450 matrizes e produzidas 150 mil mudas de 84 espécies diferentes, 110 das quais foram destinadas à restauração da mata ciliar da Bacia do Rio Pardo.Área de extração de areia de Caçapava. Um plantio de apenas meio hectare, já com 8 anos, nas margens do Rio Paraíba do Sul, serve de modelo para a recuperação de cavas de areia. Apesar de pequena, a área é extremamente importante por demonstrar a recuperação de um solo pobre e muito alterado, numa das bacias mais degradadas do estado.Usinas de cana-de-açúcar. A assistência técnica do Laboratório de Ecologia e Restauração Florestal (LERF/Esalq-USP) a usinas de cana obrigadas a reflorestar, a partir de Termos de Ajustamento de Conduta (TACs) celebrados com o Ministério Público, viabiliza um planejamento de longo prazo do plantio, com custos reduzidos para o usineiro e recuperação adequada das matas ciliares. Já foram plantados 1.100 hectares, desde 1999, e estão comprometidos 600 hectares ao ano, para os próximos 10 anos. A experiência pode se multiplicar exponencialmente, com a adesão de mais usinas.

Agencia Estado,

18 de maio de 2003 | 16h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.