Exposição de fotos sobre Alcatrazes é prorrogada

A mostra fotográfica "Projeto Alcatrazes" permanece no Espaço Cultural Cristal, em São Paulo até o próximo dia 30 de junho. Com término inicialmente previsto para 14 de junho, a exposição foi prorrogada devido ao seu enorme sucesso.São 40 fotos 70x90cm feitas por Wilson Langeani Filho, Maristela Colucci, Roberto Bandeira, A.C. D´Ávila, Fausto Pires de Campos e Tchô Moioli. Elas ilustram alguns aspectos do projeto de pesquisa, criado em 1989, com o objetivo de fornecer subsídios à criação de um parque. Os pesquisadores já identificaram pelo menos 16 espécies da fauna e 3 da flora, que são exclusivas deste conjunto de ilhas e rochedos, localizado no litoral norte de São Paulo. Alcatrazes abriga também seis espécies de aves da Mata Atlântica, duas aves marinhas residentes (nidificam nos rochedos) e três aves migratórias, além de servir de refúgio para baleias-de-Bryde, golfinhos pintados, 150 espécies de peixes e cinco tartarugas marinhas. Várias destas espécies estão na lista de ameaçados de extinção e é possível que ainda existam novas espécies ainda desconhecidas dos cientistas. A visita à exposição fotográfica é gratuita e o Espaço Cultural Cristal fica na rua Prof. Arthur Ramos, 551, Jardim Paulistano, telefone: (11) 3031 0828.

Agencia Estado,

09 de junho de 2003 | 15h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.