Exposição mostra as cores da Amazônia em São Paulo

Um paciente trabalho de registro da cultura popular da Amazônia vem sendo executado há cerca de 6 anos pela artista plástica paulistana Viviane Menna Barreto, que expõe algumas de suas telas, a partir deste final de semana, em São Paulo. São aquarelas sobre seda, retratando manifestações populares da região do rio Trombetas, na altura de Oriximiná, localidade distante cerca de 800 km de Belém, no Pará, e visitada pela artista em julho último, época do círio fluvial noturno em homenagem a Santo Antônio.As telas expostas fazem parte do ?Mapa Pictográfico da Cultura Ribeirinha Paraense?, idealizado por Viviane, do qual já fazem parte 60 telas. Ela cria suas aquarelas a partir de viagens e reuniões realizadas com artistas populares de comunidades tradicionais, com os quais também trabalha noções de educação ambiental e valorização cultural. O projeto conta com o apoio da Universidade Federal do Pará (UFPA), Kodak, GTEC, Tintas Prince do Brasil, Granero e Brasil Connects. SERVIÇO: A exposição Rio Trombetas e o Círio Fluvial Noturno de Oriximiná estará aberta ao público de 13 de setembro e até 30 de outubro de 2003, na Livraria Boa Vista, Av. Brig. Faria Lima, 2.007. Projeto Mapa Pictográfico da Cultura Ribeirinha Paraense

Agencia Estado,

11 de setembro de 2003 | 18h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.