Extinção ameaça 22% das espécies de plantas - ou mais

A situação da flora mundial está pior do que se imaginava. Pelo menos 22% das espécies de plantas no planeta estão ameaçadas de extinção, em vez do índice aceito atualmente, de 13%. Dependendo do critério adotado, o número pode chegar a 62%, segundo uma dupla de pesquisadores americanos.As estimativas são baseadas no estudo de espécies das latitudes tropicais, onde se concentra a maior biodiversidade do planeta, mas normalmente deixadas de fora pela falta de levantamentos regionais confiáveis. A solução dos pesquisadores foi usar o número de espécies endêmicas como base para calcular a quantidade de espécies potencialmente ameaçadas.Por existirem apenas em uma região específica, os organismos endêmicos são naturalmente mais vulneráveis à depredação ambiental. Segundo os pesquisadores, entre 46% e 62% da flora mundial existe em um único país. A proporção varia de acordo com o número total de espécies vegetais, calculado entre 422 mil e 310 mil.Nigel Pitman, da Universidade de Duke, e Peter Jorgensen, do Jardim Botânico do Missouri, apresentam cinco estimativas, baseadas em critérios diferentes. Na melhor das hipóteses, 94.052 espécies (22%) estariam ameaçadas de extinção; na pior, seriam 193.513 espécies (62%).O estudo está publicado na edição desta quinta-feira da revista Science. Os resultados poderão ser importantes para as discussões da Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e Flora Selvagens em Perigo de Extinção (Cites), que se realizará entre 3 e 15 de novembro no Chile.

Agencia Estado,

31 de outubro de 2002 | 17h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.