Fabricante diz ter cigarro 90% menos cancerígeno

Um cigarro que supostamente reduz em até 90% o risco de câncer e de problemas cardíacos, segundo seus fabricantes, será lançado pela British American Tobacco (BAT) em 2006, segundo o jornal The Sunday Times.Esses cigarros são fabricados com tabaco tratado de modo que a presença de substâncias químicas cancerígenas seja inferior à dos cigarros tradicionais, afirma o jornal. Além disso, possuem um novo tipo de filtro, que, segundo a BAT, reduz bastante as toxinas restantes, embora deixe passar aos pulmões a nicotina.A empresa assegura que também aperfeiçoou o método de secagem das folhas de tabaco, para que sejam reduzidas as toxinas cancerígenas na combustão.A BAT pretende lançar esses cigarros em 2006, mas manteve seus planos em segredo até agora por não querer enfurecer os setores que denunciam o consumo de tabaco por seus efeitos letais.Segundo o jornal, estes grupos verão no novo produto uma cilada para recrutar mais fumantes em uma época em que o governo britânico e os de outros países tentam restringir o consumo do tabaco nos lugares públicos.The Sunday Times lembra que as companhias produtoras de cigarro já recorreram algumas vezes a estratégias semelhantes, como o lançamento na década de 70 de cigarros com menor conteúdo de alcatrão."Tudo que significa inalar tabaco representa um risco para a saúde. Fumar esses novos cigarros seria como saltar do 15.º andar, em vez do 20.º: em teoria, o risco é menor, mas na prática, a pessoa morre da mesma forma", afirma John Britton, professor de Epidemiologia da Universidade de Nottingham.Deborah Arnott, diretora do grupo contra o tabaco Action on Smoking and Health", afirmou que "a fumaça dos cigarros contém cerca de 4 mil substâncias químicas diferentes, muitas das quais são tóxicas", por isso o efeito dos filtros será mínimo.A companhia, no entanto, defenderá seus cigarros como "potencialmente mais seguros" que os tradicionais e fará publicidade da nova tecnologia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.