Falta tempo para lutar contra mudança climática, adverte IPCC

Presidente insistiu que é preciso ser 'valente' para não ficar no meio do caminho contra a mudança climática

Efe

18 de julho de 2008 | 18h36

O presidente do Painel Intergovernamental sobre a Mudança Climática (IPCC, em inglês), Rajendra Pachauri, advertiu nesta sexta-feira, 18, na Expo Internacional de Zaragoza que é preciso ter "coragem" e ser "realista" para enfrentar o pouco tempo que existe para lutar contra a mudança climática.   O economista indiano, que há anos lidera uma incansável luta a favor do meio ambiente, insistiu que é preciso ser "valente" para não ficar no meio do caminho contra a mudança climática, "pois há muito pouco tempo para reagir".   As principais pautas a serem seguidas para frear a mudança climática são, segundo o presidente do IPCC, a adaptação aos efeitos que já estão acontecendo em todas as partes do mundo e a redução da emissão de gases que causam o efeito estufa até um nível "aceitável".   "A mensagem que eu daria é de que todo o mundo tem que fazer uso eficiente" da água, disse Pachauri, que lamentou que em Nova Délhi as pessoas tomem banho de mais de meia hora por "prazer e diversão, e não por necessidade".   Para Pachauri, que dividiu o Prêmio Nobel da Paz de 2007 em nome do IPCC com o ex-vice-presidente americano Al Gore, a água é um dos elementos mais vulneráveis da qual "temos que cuidar de cada gota".   Segundo Pachauri, a Expo Internacional de Zaragoza "é uma boa idéia", já que é um encontro entre pessoas que se preocupam em revelar alguns dos aspectos críticos "mais importantes" da humanidade.

Tudo o que sabemos sobre:
aquecimento global

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.