Feldmann e Jungmann recebem prêmio ambiental internacional

O presidente do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, Fábio Feldmann, e o ex-ministro do Desenvolvimento Agrário, Raul Jungmann, ganharam o "Internacional Award for Conservation Achievement", prêmio atribuído anualmente a pessoas que se destacam na proteção a primatas, pela entidade ambientalista Wildlife Trust, com sede nos Estados Unidos. O prêmio é um reconhecimento pela criação da Estação Ecológica do Mico-Leão-Preto, no Pontal do Paranapanema, extremo oeste paulista."A conservação da área é extremamente importante, por terem restado poucos fragmentos, que apesar de pequenos ainda abrigam populações do mico-leão-preto", comenta Fábio Feldmann. "A criação da estação ecológica tem uma dimensão emblemática, também, por se tratar de uma zona de conflito social, com um trabalho importante de conservação, feito pelo Ipê (Instituto de Pesquisas Ecológicas)".Com 5,5 mil hectares, a estação abrange 4 fragmentos importantes de floresta atlântica do interior, onde vivem diversas espécies ameaçadas de extinção, incluindo o mico-leão-preto (Leontopithecus chrysopygus), considerado um dos 10 primatas mais ameaçados do mundo. A criação da unidade de conservação foi anunciada apenas no último dia 18 de julho, pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), mas a proposta tem pelo menos 6 anos. A idéia original era resgatar parte da Grande Reserva do Pontal, de 1947, da qual restam poucos remanescentes, isolados uns dos outros, sendo o maior deles o Parque Estadual Morro do Diabo.Trabalhando nestes remanescentes, há cerca de 20 anos, os pesquisadores do Ipê, sob coordenação de Cláudio e Suzana Pádua, já haviam proposto a criação de uma unidade de conservação ao governo estadual, sem sucesso. A proposta seguiu, então, para a esfera federal e graças às gestões de Fábio Feldmann, como assessor do presidente Fernando Henrique Cardoso para a Rio+10, o processo foi bem encaminhado na Casa Civil.A participação de Raul Jungmann, enquanto ministro do Desenvolvimento Agrário, também foi fundamental para assegurar a inclusão, na estação ecológica, de duas reservas legais pertencentes a assentamentos. E a anuência do secretário de Meio Ambiente de São Paulo, José Goldemberg, foi obtida durante a Rio+10 Brasil, no final de junho passado, graças novamente ao esforço de Feldmann e ao aval do respeitado ambientalista Paulo Nogueira Neto.

Agencia Estado,

02 de outubro de 2002 | 18h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.